sábado, 28 de novembro de 2009

Um dia de arte

Arte, do latim Ars geralmente é entendida como atividade humana ligada a manifestações de ordem estética feita por artistas a partir de percepção, emoções e idéias, com o objetivo de estimular essas instâncias de consciência em um ou mais espectadores.” – Wikipédia

O Rio de Janeiro é uma cidade em que no verão podemos sair com um biquíni por baixo do vestido, pois sempre haverá uma oportunidade de irmos até a praia dar um mergulho e ver o pôr-do-sol.
Fui acompanhar um ensaio fotográfico para depois, no final do dia, dar um refrescante mergulho no mar.
Este set de fotos com 5 atores/bailarinos foi comandado, regido, pensado, musicado e dirigido cinematograficamente pelo fotógrafo Sergio Caddah.
Tem pessoas que possuem um dom especial e uma capacidade para criar e transformar tudo o que tocam e fazer de um pequeno quintal, um verdadeiro Jardim do Éden!
Caddah é assim, e com seu pensamento rápido, delicadeza e a certeza do que quer, ele realiza magistralmente suas idéias.
O senso de estética e beleza que transcende os padrões que a mente humana é capaz de perceber sem preconceitos, foi a forma criativa encontrada por Caddah para fotografar essas pessoas em momentos de total liberdade com seus corpos e sensações
.
Com bailarinos em uma banheira solta no meio do nada onde transbordava o leite, a água, a luz, os sentimentos e o prazer em estarem ali, as fotos fluíram naturalmente. É incrível como a arte nos faz ultrapassar os limites do provável e do improvável.
Foi para mim e provavelmente para todos ali, uma das experiências mais emocionantes artisticamente.
Quando um grupo de pessoas se une para produzir uma ação que requer reação e amor, o resultado não poderia ser outro: uma catarse absoluta.
Catarse, segundo o filósofo Aristóteles, é a purificação das almas por meio de uma descarga emocional.
Ponto para ele. Acertou em cheio.
Eram duas horas da manhã quando o trabalho terminou.
Adiamos o mergulho para o outro dia ...


*As fotos foram feitas para o projeto Boca do Lobo, concepção do bailarino Bruno Cezário previsto para dezembro de 2009.

7 comentários:

  1. foi realmente uma tarde comprida e cheia de harmonia, que se nao fosse por conta do tempo natural das coisas, as horas nao teriam fim, e poderiam se estender por dias e dias...
    a experiencia cm o sergio foi realmente especial! nao paramos de falar sobre este momento durante os dias que seguiram, e com certeza, foi uma troca mais que maravilhosa, que levaremos em nossa vida como um verdadeiro momento de amor e explosao pela arte. essa que independe de quando o relogio marcava duas da manha, que se estende, ate hoje, em nossos coracoes num lugar muito especial.
    pra isso que nos, artistas, vivemos: desses momentos de pura plenitude, desprendimento do real, tornando o magico palpavel, eterno, real.
    obrigado sergio!
    que voce nunca deixe de se inspirar!!!
    e a vc teresa, por testemunhar tao carinhosamente esse dia tao especial!!
    pra sempre com a gente!
    bruno.

    ResponderExcluir
  2. teresa e bruno... acabaram meus lenços!!! e agora??? chove em são paulo e só assim posso sair pelas ruas sem disfarçar o amor que todos vcs injetaram em mim... afinal, amor não é pra disfarçar... e por isso explodo na arte, nos amigos, na família... enfim!!! EU AMO TUDO ISSO!!! :)))

    ResponderExcluir
  3. Bruno! Adorei suas palavras...foi realmente um dia especial. Dia 10 estarei lá!
    Mara, vou corrigir o texto e tirar o essas fotos. beijos

    ResponderExcluir
  4. minha querida Tereza, tudo bem? cadê o nosso querida Salão Carioca de Humor? vc tem notícias/
    abç
    Jota A

    ResponderExcluir
  5. Pois é Jota, esse ano não rolou.. uma série de dificuldades, incluindo patrocínio. Vamos torcer para que em 2010 ele volte em grande estilo!

    ResponderExcluir